. O que é proficiência em inglês e por que é importante? | Inglês Básico

Weather (state,county)

Dá uma olhada aqui:

O que é proficiência em inglês e por que é importante?

o que é proficiência em inglês

Você sabe por que a proficiência em inglês é importante? Sabe para que serve esse processo?

Não apenas para que você conheça seu nível inglês mas também para que você esteja bem preparado para alguns tipos de processos seletivos, ser proficiente no idioma é de extrema necessidade.

Com o propósito de saber como é sua desenvoltura no idioma, empresas, universidades e outras instituições têm a proficiência como parâmetro.

Quer saber mais sobre esse assunto, para que serve a proficiência e como ser certificado? Continue sua leitura!

Proficiência em Inglês e as oportunidades em sua carreira


A seguir, você verá os casos em que é preciso provar que você é proficiente em inglês e quais os exames de proficiência disponíveis, qual a finalidade de cada um e como se preparar.

Proficiência para mestrado e doutorado


Você certamente alguma vez já ouviu que "inglês é importante", "quando for para a faculdade você vai precisar saber inglês" etc.

Realmente, se você já passou por essa fase, sabe que grande parte da bibliografia indicada é em inglês. Mas há algumas etapas pelas quais você não passará sem que precise ter algum conhecimento do idioma: mestrado e doutorado.

No entanto, para quem não domina o idioma, isso não deve ser motivo para temer esse teste. Mas também não pense que não precisará de um nível um pouco mais avançado nas habilidades (skills) específicas.

O teste de proficiência para mestrado exige as habilidade de leitura e interpretação de texto em nível avançado. Ou seja, não será preciso falar nem ouvir. Mas as outras habilidades precisam ser treinadas.

Sabe como isso acontece? Por meio do Inglês Instrumental, a técnica que ensina a identificar elementos chave para a compreensão de textos. Gramática pura, não se engane quanto a isso também, pois temos que desmistificar a ideia de que inglês instrumental é baseado no vocabulário técnico de cada área.

É claro que é preciso conhecer a área em que vai atuar. Mas, para que você tenha uma ideia, a interpretação não depende disso, tanto que alguns professores até permitem que os candidatos usem dicionário, pois sabem que a compreensão do texto depende de muito mais do que conhecer palavras isoladas.

Veja este trecho retirado de um blog da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS):

Como as universidades organizam as provas de proficiência separadas por grandes áreas como por exemplo Ciências da Saúde ou Ciências Humanas ou Exatas muitos candidatos pensam equivocadamente que o essencial durante a preparação é ter um grande vocabulário na área que está estudando. Aproximadamente 5% a 10% das palavras contidas nos textos das provas são de vocabulário específico da área e normalmente estas palavras são substantivos. Os outros 90% a 95% das palavras são Verbos, Advérbios, Adjetivos, Preposições, Conjunções… todos inter-relacionados dentro do texto.

Proficiência para vagas de emprego


Antes era legal ter no currículo o conhecimento em um outro idioma. Hoje, isso pode ser, inclusive, um critério de desempate em processos de recrutamento e seleção.

O mercado de trabalho é bastante dinâmico e vem mudando há algumas décadas, sobretudo após o evento da globalização (você já deve ter ouvido muito isso, mas é verdade).

Os negócios, de locais passaram a ser globais e isso alterou muitos aspectos no mundo do trabalho, principalmente no que diz respeito às competências e habilidades profissionais requeridas.

Algumas grandes corporações multi ou transnacionais têm como requisito para candidaturas a certificação em um exame de proficiência. O mais comum deles é o Test of English for International Communication, o TOEIC.

Reconhecido internacionalmente, o TOEIC é voltado para o ambiente profissional. Por ser internacional, é válido principalmente para quem vai trabalhar fora.

Aqui, é importante você saber que é preciso ter as demais habilidades também desenvolvidas. O exame tem duas versões: o TOEIC Listening & Reading e o TOEIC Speaking & Writing. Ou seja, além da compreensão de texto, ele avalia a compreensão auditiva e oral e o desempenho na escrita. Dessa forma, abrange as quatro habilidades no idioma.

Além disso, temos que registrar que não é somente em processos de seleção de novos talentos que uma empresa pode pedir um certificado de proficiência em inglês. Essa solicitação também pode ser feita para uma promoção de cargo, por exemplo.

Como se preparar para o TOEIC? Bem, há escolas de idiomas que têm cursos específicos para isso. Mesmo quem já tem um conhecimento prévio do idioma pode reforçar antes da prova. Além disso, há muitos materiais na internet que também ajudam, assim como cursos livres. Basta se empenhar.

Proficiência para bolsas de estudo e intercâmbio


Se estudar no exterior está em seus planos, saiba que para se candidatar a uma bolsa de estudos você precisará provar que domina o idioma. Para a concessão de vagas de intercâmbio também é preciso.

As certificações mais comuns nesses casos são o TOEFL e o IELTS (Test of English as a Foreign Language e International English Language Testing System, respectivamente).

No entanto, o ideal é sempre consultar as instituições de ensino para verificar quais são as certificações que elas aceitam ou exigem. Há várias outras que você pode fazer.

Tanto a prova do TOEFL quanto a do IELTS, assim como do TOEIC são aplicadas por centros autorizados no Brasil.

Estude inglês e amplie suas oportunidades profissionais


Como pode perceber, é essencial estudar inglês e se preparar para decolar na carreira. Mesmo que não tenha conseguido estudar na infância ou juventude, nunca é tarde para ampliar os conhecimentos, seja em qual área for.

Há, além do que abordamos no texto, inúmeros outros motivos para você dominar um outro idioma. Direcionamos para o inglês porque é o nosso nicho, mas tudo o que você leu aqui também serve para outros idiomas.

Mesmo que seja apenas para satisfação pessoal ou para ser capaz de se comunicar quando viajar a passeio, pense no quanto é legal ser bilíngue ou poliglota. Aumentar a bagagem cultural também é um excelente motivo para aprender inglês.

Gostou do texto de hoje? Compartilhe e deixe seu comentário, dica ou sugestão.

Até o próximo!

Nenhum comentário